Tecnologia que utiliza espelhos para concentrar a energia solar poderia fornecer energia limpa para milhões de domicílios

Quando pensamos em energia solar, normalmente visualizamos paineis fotovoltáicos em telhados, fornecendo energia sob a luz do sol. Mas para muitas pessoas, significa energia solar produzida em espelhos ao longo de milhares de hectares no deserto. Utilizando energia solar concentrada (Concentrated Solar Power, CSP) as unidades de produção usam as superfícies refletoras para gerar vapor que, por sua vez, produz eletricidade por turbinas. Por Henrique Cortez, do EcoDebate.


Usina termo solar no deserto do Mojave, Califória.

Muitas áreas ,em todo o sudoeste dos EUA, aproveitam áreas desérticas e com grande exposição solar para produzir energia elétrica, utilizando a tecnologia solar concentrada.

A energia solar, produzida com energia solar concentrada, possui um custo estimado, em 2008 de US$ 0,15 por kilowatt-hora, custo comparável ao carvão e à energia nuclear. Ao armazenar calor solar nos reservatórios, cheios com sal fundido, as usinas termo solares produzem eletricidade por até 6 horas, mesmo quando o sol não está brilhando.

Cerca de 300 mil residências, do sudoeste dos EUA, já são abastecidas a partir de unidades concentradoras de energia solar e o número continua a crescer. O Laboratório Nacional de Energia Renovável (NREL) estima que, até 2010, serão incorporados mais 4500 megawatts, o suficiente para abastecer mais de 3,5 milhões de residência, em razão da construção de novas usinas na Califórnia, Florida, Hawai, e Arizona.

Os diversos tipos de usinas, das calhas parabólica calhas feitas de espelhos às torres de energia, funcionam de modo semelhante, no qual um óleo sintético é aquecido e um sistema de troca de calor, que transfere o calor do óleo para tanques de água, que acionam uma turbina a vapor que produz a energia como uma termelétrica.

Espanha, Portugal e Austrália, onde fontes renováveis de energia recebem créditos fiscais de longo prazo, já estão com vários projetos utilizando esta mesma tecnologia.

[EcoDebate, 19/08/2008]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: