Pesquisador afirma que não existem níveis seguros de exposição ao Bisfenol A (BPA)

Frederick vom Saal, pesquisador da Divisão de Ciências Biológicas, da University of Missouri-Columbia, ao avaliar que o Canadá estuda proibir a utilização do BPA em produtos infantis, afirma que isto é um grande passo, mas não é o suficiente, porque o seu uso deve ser proibido integralmente. Por Henrique Cortez, do EcoDebate.

O BPA é usado como ingrediente em produtos de plásticos policarbonatos, tai como mamadeiras e garrafas de água, porque permite que o plástico seja resistente e translúcido.

O Bisfenol A é, reconhecidamente, um disruptor do sistema hormonal e , em cobaias animai, já foi relacionado com o aumento do risco de desenvolvimento de câncer. Dados do Centers for Disease Control and Prevention mais de 90% dos norte-americano, com mais de 6 anos de idade, possuem algum grau de presença do BPA no organismo.

Vom Saal detaca que numerosos estudos com animais relacionam o BPA com disfunções sexuais, redução na contagem de esperma, feminização de macho e câncer de próstata. Ele afiram, ainda, que na pesquisa com animai não foram identificados níveis seguros de exposição ao Bifenol A.

Mel Suffet, professor de saúde pública e quimico ambiental da University of California-Los Angeles, recomenda que os consumidores evitem produto com BPA. ” Por que usar algo potencialmente perigoso? ” diz ele.

Vom Saal concorda e destaca que existem alternativas industriais para produção de práticos sem BPA e estes produtos já estão no mercado.

Pesquisadores recomendam evitar a exposição ao BPA, cujos produtos são identificados pelo número 7 no interior do símbolo de reciclagem, dando preferência a produtos de vidro, porcelana ou aço inox.

Pesquisas recentes também identificaram o aumento do risco quando o produto com BPA é exposto ao calor, quer seja no microondas ou por receber líquidos aquecidos [Bisfenol A (BPA): Ferver garrafas plásticas acelera a liberação de substâncias tóxicas]

Nos EUA, os estados da Califórnia, Minessota e Michigan já estudam a proibição do BPA em qualquer produto destinado ao consumo infantil.

Frederick vom Saal
Professor
Division of Biological Sciences
College of Arts & Science

Rutgers University,
Ph.D., 1976

Office
105 Lefevre Hall
phone 573-882-4367
fax 573-882-5020

Mailing Address
University of Missouri-Columbia
Division of Biological Sciences
105 Lefevre Hall
Columbia, MO 65211

Email
vomsaalF@missouri.edu

[EcoDebate, 20/09/2008]

One Response to Pesquisador afirma que não existem níveis seguros de exposição ao Bisfenol A (BPA)

  1. Pingback: Portal EcoDebate » Blog Archive » Pesquisador afirma que não existem níveis seguros de exposição ao Bisfenol A (BPA)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: