Estudo indica a relação entre pesticidas e tumores cerebrais em mulheres

Mulheres que são regularmente expostas a pesticidas no trabalho possuem duas vezes mais chances de desenvolver uma forma comum de câncer no cérebro, de acordo com estudo realizado por pesquisadores do National Cancer Institute e publicado no American Journal of Epidemiology. Por Henrique Cortez, do EcoDebate.

Os pesquisadores estudaram a conexão entre câncer cerebral e exposição a pesticidas no trabalho em 1.400 pessoas nos EUA, nos quais foi estimada a exposição aos pesticidas. 104 mulheres foram regularmente expostas aos pesticidas no trabalho e, destas, 33 (um terço) desenvolveram câncer cerebral.

Os pesquisadores descobriram que as mulheres que haviam sido expostas eram duas vezes mais propensas, a desenvolver uma variedade de tumor cerebral conhecida como meningioma, do que mulheres que não haviam sido expostas. Não houve relação entre exposição química e meningioma em homens. Além disso, os pesquisadores não encontraram nenhuma ligação entre a exposição e o risco de câncer cerebral, em geral, para homens, mulheres, ou a população em geral.

Meningioma é uma das formas mais comuns de câncer cerebral. É um tumor de crescimento lento, em que desenvolve nas meninges, o tecido que cobre o cérebro e a medula espinhal. Ao contrário de outras variedades de tumor cerebral, sua ocorrência é mais provável em mulheres do que homens. Mulheres de meia idade são, demograficamente, mais susceptíveis de serem afetadas.

Os pesquisadores descobriram que uma mulher possue o risco aumentado em relação ao número de anos que ela havia sido exposta a agrotóxicos.

A exposição tendia a ser mais elevada entre as mulheres que trabalhavam em restaurantes, mercearias ou lojas. Os pesquisadores acreditam que essas mulheres foram expostas pela manipulação ou contato com resíduos de inseticidas, herbicidas, fungicidas e outros produtos químicos.

Vários outros estudos têm demonstrado conexão entre altas exposições em trabalhadores do campo a pesticidas e uma variedade de tumores cerebrais.

Occupational Exposure to Pesticides and Risk of Adult Brain Tumors

American Journal of Epidemiology Volume 167, Number 8, 15 April 2008
American Journal of Epidemiology 2008 167(8):976-985; doi:10.1093/aje/kwm401

Claudine M. Samanic1, Anneclaire J. De Roos2, Patricia A. Stewart1, Preetha Rajaraman1, Martha A. Waters3 and Peter D. Inskip1

1 Division of Cancer Epidemiology and Genetics, National Cancer Institute, National Institutes of Health, Department of Health and Human Services, Bethesda, MD
2 Fred Hutchinson Cancer Research Center and University of Washington, Seattle, WA
3 National Institute for Occupational Safety and Health, Cincinnati, OH

Correspondence to Claudine M. Samanic, Division of Cancer Epidemiology and Genetics, National Cancer Institute, 6120 Executive Boulevard, Room 8003, Rockville, MD 20852 (e-mail: samanicc{at}mail.nih.gov).

The authors examined incident glioma and meningioma risk associated with occupational exposure to insecticides and herbicides in a hospital-based, case-control study of brain cancer. Cases were 462 glioma and 195 meningioma patients diagnosed between 1994 and 1998 in three US hospitals. Controls were 765 patients admitted to the same hospitals for nonmalignant conditions. Occupational histories were collected during personal interviews. Exposure to pesticides was estimated by use of a questionnaire, combined with pesticide measurement data abstracted from published sources. Using logistic regression models, the authors found no association between insecticide and herbicide exposures and risk for glioma and meningioma. There was no association between glioma and exposure to insecticides or herbicides, in men or women. Women who reported ever using herbicides had a significantly increased risk for meningioma compared with women who never used herbicides (odds ratio = 2.4, 95% confidence interval: 1.4, 4.3), and there were significant trends of increasing risk with increasing years of herbicide exposure (p = 0.01) and increasing cumulative exposure (p = 0.01). There was no association between meningioma and herbicide or insecticide exposure among men. These findings highlight the need to go beyond job title to elucidate potential carcinogenic exposures within different occupations.

[EcoDebate, 09/10/2008]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

One Response to Estudo indica a relação entre pesticidas e tumores cerebrais em mulheres

  1. Pingback: Portal EcoDebate » Blog Archive » Estudo indica a relação entre pesticidas e tumores cerebrais em mulheres

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: