Aumento de absorção de CO2 pelos oceanos aumentará as zonas mortas nos oceanos tropicais

Niveis de oxigênio nos oceanos. As regiões com baixos niveis de oxigênio estão marcadas em vermelho. IFM-GEOMAR
Níveis de oxigênio nos oceanos. As regiões com baixos níveis de oxigênio estão marcadas em vermelho. IFM-GEOMAR

Uma nova pesquisa [Simulated 21st century’s increase in oceanic suboxia by CO2-enhanced biotic carbon export] determinou que os níveis crescentes de dióxido de carbono (CO2) nos oceanos vai tornar os ecossistemas marinhos mais hostis à vida, com as zonas mortas (com baixo volume de oxigênio) nos oceanos tropicais se expandindo rapidamente em mais de 50% até o final do século. Por Henrique Cortez*, do EcoDebate.

De acordo com um relatório publicado na Nature News, Andreas Oschlies do Instituto Leibniz de Ciências Marinhas (Leibniz Institute of Marine Sciences), em Kiel, na Alemanha, coordenou a pesquisa, avaliando que grandes áreas dos oceanos tropicais já estão mal alimentadas em oxigênio dissolvido, e, portanto, são mais hostis à vida marinha.

Os cientistas suspeitam que essas zonas são sensíveis às alterações climáticas, mas estudos anteriores, chegaram a conclusões conflitantes.

Agora, Oschlies e sua equipe, usaram um modelo global do clima, da circulação oceânica e dos ciclos biogeoquímicos existentes, para extrapolar resultados experimentais dos efeitos de nutrientes e carbono nas alterações químicas que afetariam o oxigênio dissolvido, em escala oceânica global.

Eles descobriram que a absorção crescente de CO2 só terá um pequeno impacto sobre as águas em latitudes médias e altas.

Mas, em todos os oceanos tropicais, o volume mínimo de oxigênio e as zonas mortas irão aumentar substancialmente nos oceanos. Bactérias que se alimentam de algas irão florescer, como uma conseqüência dos elevados níveis de CO2.

O dióxido de carbono fertiliza a produção biológica, diz Oschlies, funcionando como uma “junk food” para as plantas marinhas. Quando o carbono da biomassa afunda, pelo excesso de peso, é decomposto por bactérias, que primeiro consomem o oxigênio e, em seguida, os nutrientes, acrescentou.

Medições nos oceanos tropicais do Atlântico e do Pacífico sugerem que as zonas mortas foram se expandindo lentamente ao longo dos últimos 50 anos e o processo deve continuar ao longo do século.

De acordo com Oschlies, por agora, os locais de pesca ainda não sentem uma grande redução, porque os peixes ainda encontram áreas oxigenadas para migrarem, fugindo das zonas mortas.

Mas, se níveis de oxigênio e nutrientes continuarem a cair, os recursos pesqueiros nos oceanos tropicais serão duramente atingidos dentro de poucas décadas, acrescentou.

O artigo foi publicado na revista Global Biogeochemical Cycles , com acesso integral restrito a assinantes. Abaixo apresentamos o abstract do artigo.

Global Biogeochemical Cycles
Global Biogeochemical Cycles

GLOBAL BIOGEOCHEMICAL CYCLES, VOL. 22, GB4008, doi:10.1029/2007GB003147, 2008
Simulated 21st century’s increase in oceanic suboxia by CO2-enhanced biotic carbon export

Andreas Oschlies
IFM-GEOMAR, Leibniz-Institut für Meereswissenschaften, Kiel, Germany

Kai G. Schulz
IFM-GEOMAR, Leibniz-Institut für Meereswissenschaften, Kiel, Germany

Ulf Riebesell
IFM-GEOMAR, Leibniz-Institut für Meereswissenschaften, Kiel, Germany

Andreas Schmittner
College of Oceanic and Atmospheric Sciences, Oregon State University, Corvallis, Oregon, USA

Abstract
The primary impacts of anthropogenic CO2 emissions on marine biogeochemical cycles predicted so far include ocean acidification, global warming induced shifts in biogeographical provinces, and a possible negative feedback on atmospheric CO2 levels by CO2-fertilized biological production. Here we report a new potentially significant impact on the oxygen-minimum zones of the tropical oceans. Using a model of global climate, ocean circulation, and biogeochemical cycling, we extrapolate mesocosm-derived experimental findings of a pCO2-sensitive increase in biotic carbon-to-nitrogen drawdown to the global ocean. For a simulation run from the onset of the industrial revolution until A.D. 2100 under a “business-as-usual” scenario for anthropogenic CO2 emissions, our model predicts a negative feedback on atmospheric CO2 levels, which amounts to 34 Gt C by the end of this century. While this represents a small alteration of the anthropogenic perturbation of the carbon cycle, the model results reveal a dramatic 50% increase in the suboxic water volume by the end of this century in response to the respiration of excess organic carbon formed at higher CO2 levels. This is a significant expansion of the marine “dead zones” with severe implications not only for all higher life forms but also for oxygen-sensitive nutrient recycling and, hence, for oceanic nutrient inventories.

Received 15 November 2007; accepted 13 August 2008; published 11 November 2008.

Keywords: global warming; biological pump; stoichiometry.

Index Terms: 0414 Biogeosciences: Biogeochemical cycles, processes, and modeling (0412, 0793, 1615, 4805, 4912); 0466 Biogeosciences: Modeling; 1605 Global Change: Abrupt/rapid climate change (4901, 8408); 1622 Global Change: Earth system modeling (1225).

* Com informações do Nature News

[http://www.ecodebate.com.br/index.php/2008/11/18/aumento-de-absorcao-de-co2-pelos-oceanos-aumentara-as-zonas-nos-oceanos-tropicais/, 18/11/2008]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

One Response to Aumento de absorção de CO2 pelos oceanos aumentará as zonas mortas nos oceanos tropicais

  1. Pingback: Portal EcoDebate » Blog Archive » Aumento de absorção de CO2 pelos oceanos aumentará as zonas mortas nos oceanos tropicais

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: