Novo relatório cientifico diz que os EUA sofrerão severos impactos com as mudanças climáticas, por Henrique Cortez

sap3-4-final-cover-200.jpg

A crença de que os EUA sofreriam poucos e mitigáveis impactos com as mudanças climáticas é um mito com mais de uma década e que se fixou no imaginário popular e nas políticas públicas, relacionadas ao aquecimento global, dos governos Clinton e Bush.

No entanto, um novo estudo diz que os Estados Unidos podem sofrer os efeitos das mudanças climáticas bruscas de forma mais intensa e mais cedo do que os norte-americanos supunham.

Leia mais deste post

Anúncios

Pesquisadores do MIT confirmam que as mudanças climáticas afetarão drasticamente as fontes de abastecimento de água

seca

Os modelos climáticos do IPCC indicam que as mudanças climáticas afetarão o regime de chuvas, alterando as precipitações em diversas partes do planeta. No entanto, até agora, ainda não havia como avaliar os impactos nos aqüíferos, mesmo com alterações nas precipitações. Pesquisadores do MIT acreditam que conseguiram desenvolver um modelo de análise que avalia as mudanças regionais, decorrentes de mudanças climáticas globais, que podem afetar abastecimento de água. Por Henrique Cortez*, do EcoDebate.

Leia mais deste post

Pesquisadores dos EUA desenvolvem um mapa de mortalidade por riscos naturais

Na última década os EUA sofreram com uma severa seqüência de desastres naturais e, com eles, a perda de muitas vidas humanas. Compreender e avaliar as áreas de risco e os impactos potenciais foi a motivação para que os pesquisadores Susan Cutter e Kevin Borden, da University of South Carolina, Columbia, criassem o primeiro mapa de riscos naturais dos EUA. Por Henrique Cortez, do Ecodebate.

Leia mais deste post

A energia nuclear ganha novo fôlego, mas as críticas e dúvidas permanecem

A energia nuclear “nasceu” pela vontade militar e para uso militar, como ficou evidente na “inauguração” da era do átomo em Hiroshima e Nagasaki. De lá para cá, milhares de armas nucleares foram construídas e estocadas, mas as aplicações civis e pacíficas também conheceram um grande avanço. Nos dois casos, entretanto, permanece a sombra dos segredos militares, das informações incompletas e insuficientes e uma verdadeira aversão a qualquer proposta de controle social. Por Henrique Cortez, do EcoDebate.

Leia mais deste post

Pesquisa afirma que exposição intensa e continuada à fumaça do diesel aumenta o risco de de câncer de pulmão

Caminhoneiros e trabalhadores de empresas transportadoras, que tenham sido regularmente expostos aos gases do diesel de veículos, em estradas, ruas da cidade e docas de carga, têm um risco maior de câncer de pulmão do que os outros trabalhadores, de acordo com um novo estudo realizado nos EUA, por pesquisadores das universidades de UC Berkeley e Harvard. Por Henrique Cortez, do EcoDebate.

Leia mais deste post

Pesquisa conclui que eólica, hídrica e solar são as melhores energias alternativas

As melhores alternativas para melhorar a segurança energética, mitigar o aquecimento global e reduzir o número de mortes, causadas pela poluição do ar, estão no vento e na água e não na agricultura ou dentro de centrais nucleares, diz Mark Z. Jacobson, professor de engenharia civil e ambiental em Stanford.

Ele afirma, ainda, que o carvão “limpo”, que envolve captar as emissões de carbono e seqüestro no subsolo, não é limpo. Por Henrique Cortez*, do EcoDebate.

Leia mais deste post

COP 14: Mais uma conferência climática caminha para para o fracasso, por Henrique Cortez

COP 14

[EcoDebate] A COP 14, em Póznan, na Polônia, deveria estar “abrindo” caminho para a próxima reunião, já marcada para 2009 em Copenhagen (Dinamarca), quando se tentará firmar um novo acordo global sobre o clima, em substituição ao Protocolo de Quioto. No entanto, como em todas as demais, nada de significativo ou produtivo avançou.

Leia mais deste post