Introdução dos transgênicos no Brasil faz escola no País de Gales, por Henrique Cortez

Gales

[Ecodebate] Os transgênicos foram introduzidos no Brasil de forma ilegal, quando sojicultores gaúchos contrabandearam sementes GM da Argentina. Por diversas safras pressionaram o governo a autorizar a colheita em caráter “excepcional”, até que a soja transgênica foi efetivamente legalizada. Depois, a mesma estratégia, foi utilizada com o milho e o algodão.

A estratégia foi tão bem sucedida que agora está sendo usada por um fazendeiro do País de Gales. Notícia do NatureNews [Farmer defies GM ‘ban’, Published online 26 January 2009 | Nature | doi:10.1038/news.2009.59] informa que o milho transgênico MON810 foi introduzido ilegalmente por fazendeiro de Gales, que era, até agora, uma região “GM Free”.

A decisão de Gales, em manter-se como região sem OGMs, era simbólica e moral, tendo em vista que não poderia, por contrariar as convenções européias, possuir uma legislação proibindo os transgênicos.

O fazendeiro Jonathon Harrington diz que teve aconselhamento jurídico. Ele disse : “Não creio que fiz nada errado. Estou tentando fazer um favor à agricultura britânica.

Uma declaração do Welsh Assembly Government disse que a cultura GM “comprometeria alguns dos nossos êxitos e ambições futuras para a agricultura galesa“.

O caso de desobediência, descrito na matéria, indica que o fazendeiro forçou a situação, abrindo espaço para que os OGMs sejam introduzidos em Gales, de acordo com as regras européias.

Independente da estratégia de introdução ilegal de transgênicos, em uma cultura qualquer, é interessante notar que o discurso, que justifica a ilegalidade pelo “interesse” nacional, é comum na agricultura empresarial mundial.

(trackback)

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate, 30/01/2009]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: