Acumulação de dióxido de carbono nos oceanos pode aumentar o aquecimento global em até cinco vezes nos próximos milênios, por Henrique Cortez

Nature Geoscience cover page

[EcoDebate] Pesquisadores da Universidade de East Anglia, em trabalho conjunto com pesquisadores da Universidade de Liverpool, concluíram que o aquecimento global, causado pelo aumento de dióxido de carbono na atmosfera, aumentará cinco vezes durante os próximos milénios. Para chegar a esta conclusão os pesquisadores estudaram o impacto que as atuais emissões de carbono têm sobre o delicado equilíbrio de troca de carbono entre a atmosfera e os oceanos.

Publicados na edição online da Nature Geoscience, os resultados mostram que a capacidade dos oceanos em armazenar quantidades excessivas de dióxido de carbono, durante milhares de anos, poderão, a longo prazo, afetar o aquecimento do planeta.

O oceano funciona como um grande sumidouro de carbono que, naturalmente, absorve granes quantidades de carbono extra adicionado à atmosfera. Sua capacidade de armazenar mais dióxido de carbono do que a atmosfera e os solos é um aliado no processo de sequestro de carbono enquanto os oceano ainda não estão muito ácidos.

Para os pesquisadores, atividades humanas, no entanto, as quantidades excessivas de dióxido de carbono na atmosfera vai começar a alterar a química natural dos oceanos, dificultando a sua capacidade de absorver e trocar o gás.

Quanto maiores as emissores de carbono, mais ácidos se tornam os oceanos e, por consequencia, menos carbono serão capazes de armazenar.

Ao contrário, uma vez acidificados, inverterão o processo de troca, devolvendo CO2 para a atmosfera.

O volume de CO2 estocado nos oceanos pode ser suficiente para permanecer na atmosfera por milênios, em níveis que manterão o aquecimento global em uma escala muito maior do que o previsto para o final do século.

A conclusão, em termos práticos, indica que devemos reduzir substancialmente as emissões de CO2 e, ao mesmo tempo, neutralizar o máximo possível, sem depender dos oceanos para isto.

O artigo “Climate sensitivity to the carbon cycle modulated by past and future changes in ocean chemistry” apenas está disponível para assinantes da revista Nature Geoscience. Abaixo transcrevemos algumas informações sobre o artigo e o seu abstract:

Climate sensitivity to the carbon cycle modulated by past and future changes in ocean chemistry
Philip Goodwin, Richard G. Williams, Andy Ridgwell & Michael J. Follows
Nature Geoscience 2, 145 – 150 (2009), Published online: 18 January 2009 | doi:10.1038/ngeo416

The carbon cycle plays a central role in climate change. An analytical framework shows that the influence of atmospheric carbon dioxide concentrations on climate is more sensitive to carbon perturbations now than it has been over much of the preceding 400 million years.

The carbon cycle has a central role in climate change. For example, during glacial–interglacial cycles, atmospheric carbon dioxide has altered radiative forcing and amplified temperature changes. However, it is unclear how sensitive the climate system has been to changes in carbon cycling in previous geological periods, or how this sensitivity may evolve in the future, following massive anthropogenic emissions. Here we develop an analytical relationship that links the variation of radiative forcing from changes in carbon dioxide concentrations with changes in air–sea carbon cycling on a millennial timescale. We find that this relationship is affected by the ocean storage of carbon and its chemical partitioning in sea water. Our analysis reveals that the radiative forcing of climate is more sensitive to carbon perturbations now than it has been over much of the preceding 400 million years. This high sensitivity is likely to persist into the future as the oceans become more acidic and the bulk of the fossil-fuels inventory is transferred to the ocean and atmosphere.

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate, 02/02/2009, com base em informações da University of East Anglia]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

One Response to Acumulação de dióxido de carbono nos oceanos pode aumentar o aquecimento global em até cinco vezes nos próximos milênios, por Henrique Cortez

  1. Pingback: Acumulação de dióxido de carbono nos oceanos pode aumentar o aquecimento global em até cinco vezes nos próximos milênios, por Henrique Cortez | Portal EcoDebate

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: