Arquivo diário: março 30, 2009

A ineficiência energética é crescentemente insustentável

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] A demanda por energia cresce em escala bem maior do que a população, principalmente em razão de processos produtivos ineficientes, em razão da obsolescência tecnológica e dos subsídios.

O interesse econômico no desenvolvimento industrial, desde o início do século XX, condicionou os subsídios ao custo da energia adquirida pela industria e, ao longo do tempo, isto, no longo prazo, estimulou a obsolescência tecnológica dos processos produtivos.

Em recente artigo [Thermodynamic Analysis of Resources Used in Manufacturing Processes], pesquisadores do Departamento de Engenharia Mecânica do MIT, Massachusetts Institute of Technology, analisaram 20 dos maiores processos de produção industrial, identificando que a demanda por energia, mesmo em processos modernos, atinge níveis alarmantes.

Continuar lendo

Um quatro da população mundial depende diretamente de terras degradadas

Pasto degradado
Pasto degradado

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] As áreas degradadas estão em expansão em todo o mundo e isto é uma séria ameaça à segurança alimentar. De acordo com a FAO, em razão do declínio a longo prazo na função e na produtividade de um ecossistema, a degradação do solo está aumentando em gravidade e extensão, afetando mais de 20% das terras agrícolas, 30% das florestas e 10% dos pastos.

Um novo estudo [Proxy global assessment of land degradation], publicado na edição online da revista Soil Use and Management confirma as informações da FAO e estima que 24% da população mundial vive no entorno de áreas degradadas e depende diretamente da sua capacidade de produção.

Continuar lendo

EUA: Estudo avalia a contaminação da água de poços domésticos

contaminação de poços domésticos nos EUA

[Por Henrique Cortez, do Ecodebate] A potencial contaminação da água de poços domésticos é uma preocupação crescente nos EUA, considerando que 43 milhões de norte-americanos são consumidores desta fonte de água.

Em 2008, o estado de Nova Jérsei publicou um detalhado estudo [Well Test Results for September 2002 – April 2007] que avaliou 2209 poços, constatando a contaminação radioativa, chamada no relatório “gross alpha particle activity.” A expressão “gross alpha” não se refere especificamente a um contaminante, mas a um grupo de elementos radioativos encontrados na água potável.

O conjunto de violações mais comuns, através da amostragem, demonstraram níveis elevados de arsênio ou arsênico, encontrado em 1445 poços; nitratos, encontrados em 399 poços; coliformes fecais ou E. coli, encontrados em 1136 poços; compostos orgânicos voláteis, encontrados em 702 poços e mercúrio, encontrado em 215 poços.

Continuar lendo