EUA: Estudo avalia a contaminação da água de poços domésticos

contaminação de poços domésticos nos EUA

[Por Henrique Cortez, do Ecodebate] A potencial contaminação da água de poços domésticos é uma preocupação crescente nos EUA, considerando que 43 milhões de norte-americanos são consumidores desta fonte de água.

Em 2008, o estado de Nova Jérsei publicou um detalhado estudo [Well Test Results for September 2002 – April 2007] que avaliou 2209 poços, constatando a contaminação radioativa, chamada no relatório “gross alpha particle activity.” A expressão “gross alpha” não se refere especificamente a um contaminante, mas a um grupo de elementos radioativos encontrados na água potável.

O conjunto de violações mais comuns, através da amostragem, demonstraram níveis elevados de arsênio ou arsênico, encontrado em 1445 poços; nitratos, encontrados em 399 poços; coliformes fecais ou E. coli, encontrados em 1136 poços; compostos orgânicos voláteis, encontrados em 702 poços e mercúrio, encontrado em 215 poços.

Agora, o U.S. Geological Survey, realizou um estudo [Quality of Water from Domestic Wells in the United States], por amostragem, avaliando 2100 poços domésticos em 48 estados norte-americanos, constatando a contaminação em 219 deles. Ou seja, potencialmente, 20% dos poços domésticos nos EUA podem estar contaminados, em níveis prejudiciais à saúde.

O estudo do USGS, nas áreas urbanas, identificou contaminação por arsênico e por radônio. Nas áreas rurais identificou a contaminação por nitratos, provavelmente decorrente da utilização intensiva de fertilizantes.

Se esta é a situação nos EUA, não é difícil de imaginar o tamanho da tragédia aqui no Brasil. A quase totalidade dos poços particulares é formalmente desconhecida dos órgãos públicos e ninguém realiza testes de controle de contaminação da água.

Mesmo na água mineral natural engarrafada são freqüentes os casos de embargo de lotes por contaminação por coliformes fecais, principalmente, e metais pesados.

Existem incontáveis poços nas áreas de entorno de atividades industriais potencialmente poluentes ou em áreas agrícolas com aplicação maciça de agrotóxicos.

Nossa situação, certamente, é muito mais trágica do que a norte-americana.

Para acessar à página do estudo do USGS, com acesso integral aos dados e gráficos, clique aqui.

[EcoDebate, 30/03/2009]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

trackback

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: