Pesquisa associa a exposição pré-natal a pesticidas ao tumor cerebral infantil

veneno

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Uma recente pesquisa [Parental exposure to pesticides and childhood brain cancer: United States Atlantic Coast Childhood Brain Cancer Study] identificou que criancas que vivem em casas nas quais seus familiares utilizam pesticidas possuem duas vezes mais chances de desenvolver tumor cerebral do que as crianças que vivem em casas sem utilização de pesticidas.

A utilização de herbicidas, de acordo com a pesquisa, é associada a índices particularmente altos de certos tipos de câncer.

Diversas pesquisas anteriores já haviam demonstrado que vários pesticidas podem causar câncer em animais.

Nos EUA o tumor cerebral é o segundo mais comum em crianças e ainda não estão claros os fatores que estimulam o seu desenvolvimento. Há fatores genéticos em diversos casos, mas muitos pesquisadores associam os fatores genéticos aos fatores ambientais.

Os pesquisadores identificaram que a exposição durante a gestação e no período neonatal aumenta o risco de câncer, ao ‘disparar’ fatores de risco associados ao câncer, tais como mutações genéticas, alterações hormonais e redução da imunidade.

O estudo avaliou mais de 800 pais e mais de 500 mães que viviam em regiões residenciais de 4 estados da costa atlântica dos EUA (Flórida, New Jersey, New York (exceto a cidade de New York) e Pennsylvania).

O grupo avaliado foi entrevistado por telefone, avaliando a exposição a inseticidas, herbicidas e fungicidas nos dois anos anteriores ao nascimento dos filhos.

O grupo avaliado, neste estudo, apenas tinham contato com pesticidas de uso residencial.

Casos de câncer no cérebro em crianças com menos de 10 anos de idade, diagnosticados em 1993 e 1997 foram incluídos no estudo. As crianças haviam participado de um estudo anterior sobre câncer no cérebro infantil na costa atlântica dos EUA.

De acordo com a pesquisa, o risco de tumor cerebral infantil nas crianças foi significativamente menor quando os pais se lavavam imediatamente após o uso do pesticida ou se utilizavam roupas especiais de proteção.

A pesquisa reforça as crescentes críticas ao uso indiscriminado e pouco seguro dos pesticidas de aplicação residencial. Muitos críticos defendem que os pesticidas de uso doméstico devem ser abolidos.

De qualquer modo, é importante que todos os agrotóxicos sejam compreendidos como tóxicos e em qualquer circunstância devem ser adotados procedimentos de segurança, visando reduzir os riscos de contaminação à sua toxidade.

O artigo “Parental exposure to pesticides and childhood brain cancer: United States Atlantic Coast Childhood Brain Cancer Study“, de Shim Y, SP Mlynarek and E van Wijngaarden, publicado na Environmental Health Perspectives, doi:10.1289/ehp.0800209, está disponível para acesso/download integral no formato PDF. Para acessar o artigo clique aqui.

[EcoDebate, 15/04/2009]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

One Response to Pesquisa associa a exposição pré-natal a pesticidas ao tumor cerebral infantil

  1. Pingback: Pesquisa associa a exposição pré-natal a pesticidas ao tumor cerebral infantil | Portal EcoDebate

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: