Estudo relaciona a obesidade infantil à contaminação química por ftalatos


Ilustração do artigo “Interferentes endócrinos no ambiente“, de Gislaine Ghiselli e Wilson F. Jardim

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Pesquisadores do Mount Sinai Center for Children’s Environmental Health and Disease Prevention Research avaliaram 520 crianças, com idade entre 6 e 9 anos, 334 delas residentes em East Harlem, visando determinar fatores que podem induzir à obesidade infantil, tais como a dieta, a atividade física, variáveis ambientais e outros fatores de risco.

A pesquisa em East Harlem justifica-se pelo fato de que 40% das crianças da região sofrem de obesidade e diversos pesquisadores tentam identificar os fatores de risco, tendo em vista que a média de ocorrência da obesidade é muito maior do que a média nos EUA.

O estudo foi desenvolvido dentro do estudo “Growing up Healthy in East Harlem” e, dentre os fatores de risco identificados pelos pesquisadores estão os ftalatos. Diversos estudos já haviam relacionados os ftalatos a diversos problemas de saúde, mas esse é o primeiro a relaciona-los com a obesidade.

Os ftalatos fazem parte de diversos produtos plásticos e, uma vez absorvidos pelo corpo, atuam como disruptores endócrinos. Outras pesquisas, em ratos, já haviam demonstrado que os disruptores endócrinos, como os ftalatos e o bisfenol-A, tinham o potencial de aumentar o risco de obesidade.

Em paralelo à pesquisa principal, os pesquisadores também avaliaram 400 meninas, de 9 a 11 anos, na mesma comunidade.

Esta nova pesquisa, que demonstra a relação entre os ftalatos e a obesidade em seres humanos, mediu a concentração da substância química na urina das crianças avaliadas.

Nos dois estudos, o principal e o com as meninas, identificou que a presença de ftalatos na urina era de 3 a 10 vezes maior do que a amostragem nacional, em avaliação dos Centers for Disease Control and Prevention.

O pesquisadores recomendam que as pessoas reduzam a sua exposição aos ftalatos, mas, isto, apenas é possível em tese, tendo em vista ser quase impossível identificar quais produtos o possuem em sua composição. O mesmo problema que ocorre com o bisfenol-A.

Como discutimos em nosso editorial “Um planeta cada vez mais tóxico” estamos, permanentemente, expostos a um ‘oceano’ de contaminantes químicos, sobre os quais nada sabemos. Incontáveis produtos químicos estão presentes em tudo que usamos, das embalagens de alimentos aos produtos de limpeza. Sem falar dos conservantes presentes nos próprios alimentos.

A única alternativa viável para a proteção da saúde humana é que sejam abolidos definitivamente. É necessário, ainda, que a indústria química, sob supervisão das autoridades sanitárias, faça testes de segurança a saúde em seus produtos

A contaminação química é um problema de saúde pública e como tal deve ser tratada.

A sociedade deve cobrar, com firmeza, que as autoridades e a indústria sejam responsáveis, civil e criminalmente, pela segurança de todos os compostos químicos que estão presentes na nossa vida.

Se isto não for rigorosamente observado, estaremos condenados a sobreviver em um planeta cada vez mais tóxico.

[EcoDebate, 27/04/2009, com informações do Mount Sinai Center for Children’s Environmental Health and Disease Prevention Research]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

9 Responses to Estudo relaciona a obesidade infantil à contaminação química por ftalatos

  1. Pingback: Estudo relaciona a obesidade infantil à contaminação química por ftalatos | Portal EcoDebate

  2. Pingback: O DEVASTADOR ‘EFEITO KINROSS’, ARTIGO DE SERGIO ULHOA DANI | Blog de Auriberta

  3. Pingback: ¿Porqué los niños se están volviendo niñas? | Gente Con Conciencia

  4. Pingback: ¿Porqué los niños se están volviendo niñas? « Maestroviejo's Blog

  5. Pingback: ¿Porqué los niños se están volviendo niñas? « legnalenja

  6. Pingback: Cambiado el Futuro con Quimicos « Zona Paranormal

  7. Pingback: ¿Por qué los niños se están volviendo niñas?: Excelente investigación seria de un bloguero « Despierten

  8. Pingback: lighthousebcn.com – Los hombres estan siendo feminizados??

  9. Pingback: Los hombres estan siendo feminizados??

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: