Pesquisa relaciona aumento do risco de obesidade à contaminação pelo agrotóxico atrazina

Estrutura molecular do herbicida atrazina. Fonte: Instituto Superior Técnico
Estrutura molecular do herbicida atrazina. Fonte: Instituto Superior Técnico

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Um novo estudo [Chronic Exposure to the Herbicide, Atrazine, Causes Mitochondrial Dysfunction and Insulin Resistance], publicado na PLos One, mostra que ratos submetidos à exposição prolongada ao agrotóxico atrazina tiveram sobrepeso quando alimentados com dieta normal e obesidade quando alimentados com dietas de alto teor de gordura. Estas condições de saúde podem levar à diabetes e podem ser responsáveis por danos às estruturas críticas nas células responsáveis pela elaboração de energia.

Leia mais deste post

A guerra contra o Código Florestal ‘recentemente’ aprovado (em 1965), por Henrique Cortez

Desmatamento em área de encosta. Foto de arquivo MMA
Desmatamento em área de encosta. Foto de arquivo MMA

[Ecodebate] Muitos protestam contra a ‘repentina’ exigência de cumprimento do Código Florestal. Afinal, estamos em 2009 e o código ‘apenas’ foi aprovado em 1965. É, evidentemente, muito repentino, uma ‘surpresa’, algo realmente inesperado.

Em 1965 a expansão da fronteira agropecuária praticamente não atingia o Cerrado e a Amazônia. De 1965 para cá quem desmatou além do permitido sabia que estava desmatando ilegalmente e o fez deliberadamente. Não é uma vítima inocente de uma lei injusta aprovada ‘ontem’.

Leia mais deste post

Imagens de satélite mostram que a seca na bacia Murray-Darling, Austrália, é pior do que o previsto

Bacia Murray-Darling. Ilustração da Wikipedia
Bacia Murray-Darling. Ilustração da Wikipedia.

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] A seca que afeta a Austrália é pior do que o anteriormente previsto e o agravamento da situação foi demonstrada pela análise de imagens de satélite da bacia Murray-Darling, que perdeu mais de 200 km3 de água nos últimos seis anos. A pesquisa [Basin-scale, integrated observations of the early 21st century multiyear drought in southeast Australia] foi publicada na edição online da Water Resources Research.

Leia mais deste post

Estudo confirma a contaminação por bisfenol-A (BPA) a partir de garrafas plásticas

A exposição ao BPA pode ter efeitos nocivos para a saúde. Imagem iStockphoto
A exposição ao BPA pode ter efeitos nocivos para a saúde. Imagem iStockphoto

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Em num novo estudo [Use of Polycarbonate Bottles and Urinary Bisphenol A Concentrations] da Harvard School of Public Health (HSPH) pesquisadores descobriram que os participantes que, ao longo de uma semana, beberam em garrafas de policarbonato , comumente usado garrafas plásticas e mamadeiras, apresentaram um aumento de dois terços da substância química bisfenol-A (BPA) na urina .

Leia mais deste post

Excesso de nutrientes ameaça os manguezais

hipoxia

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Uma nova pesquisa verificou o aumento de nutrientes tranportados pelos sistemas fluviais exercem presáo sobre os manguezais, tornando-os muito mais suscetíveis à variabilidade ambiental e as mudanças climáticas. A nova pesquisa, intitulada “Nutrient enrichment increases mortality of mangroves“, foi publicada na revista internacional PLoS ONE.

De acordo com os pesquisadores, embora este aumento de nutrientes disponíveis inicialmente favoreça o crescimento do manguezal, ele também induz um aumento no crescimento dos brotos relação às raízes e esse é o tipo errado de crescimento, porque esta maior proporção de brotos em relação às raízes faz com que os manguezais fiquem muito mais sensíveis à alta salinidade e seca.

Leia mais deste post

Pesquisa identifica a contaminação dos cérebros de mamíferos marinhos por Poluentes Orgânicos Persistentes

Golfinho-de-laterais-brancas-do-Atlântico, Lagenorhynchus acutus. Foto da MarineBio.org
Golfinho-de-laterais-brancas-do-Atlântico, Lagenorhynchus acutus. Foto da MarineBio.org

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Um novo e extenso estudo de poluentes nos cérebros de mamíferos marinhos revela que esses animais estão expostos a um perigoso cocktail de pesticidas, como DDTs e PCB, bem como contaminantes emergentes, como retardadores de chama.

O estudo [Organohalogen contaminants and metabolites in cerebrospinal fluid and cerebellum gray matter in short-beaked common dolphins and Atlantic white-sided dolphins from the western North Atlantic] foi publicado na edição on-line, de 17/04, da revista Environmental Pollution.

Leia mais deste post

Novo relatório da ONU confirma o aquecimento dos maiores ecossistemas marinhos mundiais

UNEP Large Marine Ecosystem Report: a Perspective on Changing Conditions in LMEs of the World’s Regional Seas

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Novo relatório da ONU [UNEP Large Marine Ecosystem Report: a Perspective on Changing Conditions in LMEs of the World’s Regional Seas] conclui que 61 dos 64 maiores ecossistemas marinhos do planeta sofreram um significativo aumento da temperatura na superfície oceânica, ao longo dos últimos 25 anos, reduzindo os estoques pesqueiros em algumas regiões e aumentando em outras.

Leia mais deste post