Pesquisa relaciona o consumo de carne vermelha ao desenvolvimento de degeneração macular em idosos

carne
Foto de Evan Sung, NYT

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] O consumo regular de carne vermelha pode aumentar significativamente o risco de cegueira em idosos. É o que concluiu um estudo [Red Meat and Chicken Consumption and Its Association With Age-related Macular Degeneration] realizado por pesquisadores do Regular Center for Eye Research Australia, da University of Melbourne, publicado na edição online do American Journal of Epidemiology.

Os pesquisadores avaliaram os fatores de risco de desenvolvimento de degeneração macular em 6.734 pessoas, entre 58 e 69 anos, através de detalhados questionários. Dos 1.757 participantes eventualmente desenvolveriam degeneração macular.

A degeneração macular é uma condição, com frequencia, associada ao envelhecimento, é uma causa comum de cegueira em idosos, que perdem a visão central mas não a periférica. É uma condição incurável, mas tratável desde que seja precocemente diagnosticada.

De acordo com o estudo, estima-se que de 25 a 30 milhões de pessoas em todo o mundo sofram de degeneração macular associada à idade avançada.

A pesquisa identificou que os pesquisados que consumiam 10 ou mais porções de carne vermelha por semana tinham 47% mais riscos de desenvolver a condição, do que os pesquisados que consumiam 5 ou menos porções semanais. A pesquisa não identificou diferenças entre os resultados do consumo de carne vermelha fresca ou processada.

Em relação ao consumo de carne de frango os pesquisadores identificaram que que consumia 3,5 porções por semana tinham um risco 57% menor de desenvolver degeneração macular do que quem consumia 1,5 porções semanais.

Estudos anteriores já haviam relacionado a carne vermelha fresca e a carne processado a diversos problemas de saúde. Pesquisas recentes já haviam identificado que dieta rica em carne pode aumentar o risco de câncer de próstata em 40% e que o consumo de carne vermelha e processada pode aumentar o risco de morte.

Uma pesquisa do World Cancer Research Fund, nos EUA, identificou que 10% das pessoas já buscam conscientemente reduzir o consumo de carne processada.

O estudo “Red Meat and Chicken Consumption and Its Association With Age-related Macular Degeneration“, de Elaine W.-T. Chong, Julie A. Simpson, Luibov D. Robman, Allison M. Hodge, Khin Zaw Aung, Dallas R. English, Graham G. Giles, and Robyn H. Guymer, American Journal of Epidemiology 2009 169(7):867-876; doi:10.1093/aje/kwn393, apenas está disponível para assinantes.

Para maiores informações transcrevemos, abaixo, o abstract:

Red Meat and Chicken Consumption and Its Association With Age-related Macular Degeneration

Elaine W.-T. Chong, Julie A. Simpson, Luibov D. Robman, Allison M. Hodge, Khin Zaw Aung, Dallas R. English, Graham G. Giles and Robyn H. Guymer

Correspondence to Dr. Elaine Chong, Centre for Eye Research Australia, University of Melbourne, 32 Gisborne Street, East Melbourne 3002, Victoria, Australia (e-mail: Elaine.Chong{at}eyeandear.org.au).

Received for publication February 7, 2008. Accepted for publication November 25, 2008.

Age-related macular degeneration (AMD) is the leading cause of blindness among older people, and diet has been postulated to alter risk of AMD. To evaluate associations between red meat and chicken intake and AMD, the authors conducted a cohort study of 6,734 persons aged 58–69 years in 1990–1994 in Melbourne, Australia. Meat intake was estimated from a food frequency questionnaire at baseline. At follow-up (2003–2006), bilateral digital macular photographs were taken and evaluated for AMD (1,680 cases of early AMD, 77 cases of late AMD). Logistic regression was used to estimate odds ratios, adjusted for age, smoking, and other potential confounders. Higher red meat intake was positively associated with early AMD; the odds ratio for consumption of red meat ?10 times/week versus <5 times/week was 1.47 (95% confidence interval: 1.21, 1.79; P-trend < 0.001). Similar trends toward increasing prevalence of early AMD were seen with higher intakes of fresh and processed red meat. Conversely, consumption of chicken ?3.5 times/week versus <1.5 times/week was inversely associated with late AMD (odds ratio = 0.43, 95% confidence interval: 0.20, 0.91; P-trend = 0.007). These results suggest that different meats may differently affect AMD risk and may be a target for lifestyle modification.

[EcoDebate, 01/06/2009]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: