Pesquisa associa herbicidas ao câncer de pâncreas

veneno

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Uma nova pesquisa [Agricultural pesticide use and pancreatic cancer risk in the Agricultural Health Study Cohort] associa dois herbicidas ao aumento do risco de câncer de pâncreas nos aplicadores e cônjuges. Os autores, alguns dos quais pesquisadores do National Cancer Institute, destacam que este é o primeiro estudo a associar um tipo específico de câncer aos herbicidas Pendimethalin e EPTC, embora ainda não tenham identificado o ‘gatilho’ que inicia o processo de desenvolvimento do câncer de pâncreas.

O câncer de pâncreas é relativamente raro e frequentemente fatal, tendo em vista que seus sintomas iniciais não são facilmente identificados, o que prejudica a sua detecção precoce.

Nos caso dos EUA, o diagnostico em estado avançado é muito frequente, razão pela qual ele responde por 25% dos casos de morte por câncer. Alguns fatores de risco já são conhecidos, tais como o tabagismo (que triplica as chances de desenvolver a doença do que os não fumantes), obesidade, pancreatite crônica, diabetes, cirrose, etc. No entanto, até agora, estes fatores apenas ‘explicavam’ 1/4 dos casos diagnosticados e esta pesquisa inclui mais um fator de risco: os agrotóxicos Pendimethalin e EPTC.

Estudos epidemiológicos anteriores já haviam sugerido que agrotóxicos, em especial herbicidas, poderiam estar associados ao aumento dos fatores de risco de câncer. Neste estudo, os pesquisadores avaliaram 89.000 participantes de um estudo federal de longo prazo (Agricultural Health Study).

Dentre os participantes do estudo federal estavam 57.000 aplicadores privados licenciados para a utilização de agrotóxicos e 32.000 cônjuges. Todos os pesquisados residiam e trabalhavam nos estados de Iowa ou North Carolina, quando foram recrutados para o estudo federal, no início de 1990.

Nos primeiros sete anos de acompanhamento foram identificados 93 casos de câncer de pâncreas, sendo 64 em aplicadores e 29 em cônjuges. Os pesquisadores eliminaram os outros fatores de risco (tabagismo, obesidade, pancreatite crônica, diabetes, cirrose, etc.). Após o ajuste dos fatores de risco, os pesquisadores identificaram que, dentre 50 agrotóxicos avaliados, dois demonstraram, estatisticamente, relevante correlação com câncer: Pendimethalin e EPTC.

De acordo com o estudo, publicado na edição online da International Journal of Cancer, os aplicadores moderadamente expostos aos dois herbicidas apresentaram um incremento de 40% no risco de desenvolvimento do câncer de pâncreas. No caso dos aplicadores maciçamente expostos aos agrotóxicos Pendimethalin e EPTC o risco era três vezes maior do que os aplicadores que não tinham contato com estes herbicidas.

O estudo é mais um a demonstrar que os agrotóxicos são tóxicos à saúde por definição e por isto devem ser rigorosamente regulados e manejados com extremo cuidado.

O estudo não avaliou a eventual contaminação da produção agrícola pelos herbicidas e seu potencial risco aos consumidores.

O estudo “Agricultural pesticide use and pancreatic cancer risk in the Agricultural Health Study Cohort“, publicado na International Journal of Cancer, Volume 124, Issue 10, 2009, Pages: 2495-2500, está disponível para acesso integral no formato HTML. Para acessar o estudo clique aqui.

Para maiores informações transcrevemos, abaixo, o abstract:

Abstract

Pancreatic cancer is a rapidly fatal disease that has been linked with pesticide use. Previous studies have reported excess risks of pancreatic cancer with organochlorines such as DDT, however, many other commonly used pesticides have not been examined. To further examine the potential associations between the use of a number of pesticides and pancreatic cancer, we conducted a case-control analysis in the Agricultural Health Study, one of the largest prospective cohorts with over 89,000 participants including pesticide applicators and their spouses in Iowa and North Carolina. This analysis included 93 incident pancreatic cancer cases (64 applicators, 29 spouses) and 82,503 cancer-free controls who completed an enrollment questionnaire providing detailed pesticide use, demographic and lifestyle information. Ever use of 24 pesticides and intensity-weighted lifetime days [(lifetime exposure days) × (exposure intensity score)] of 13 pesticides was assessed. Risk estimates were calculated using unconditional logistic regression controlling for age, smoking, and diabetes. Among pesticide applicators, 2 herbicides (EPTC and pendimethalin) of the 13 pesticides examined for intensity-weighted lifetime use showed a statistically significant exposure-response association with pancreatic cancer. Applicators in the top half of lifetime pendimethalin use had a 3.0-fold (95% CI 1.3-7.2, p-trend = 0.01) risk compared with never users, and those in the top half of lifetime EPTC use had a 2.56-fold (95% CI = 1.1-5.4, p-trend = 0.01) risk compared with never users. Organochlorines were not associated with an excess risk of pancreatic cancer in this study. These findings suggest that herbicides, particularly pendimethalin and EPTC, may be associated with pancreatic cancer. © 2008 Wiley-Liss, Inc.

Received: 8 September 2008; Revised: 10 November 2008; Accepted: 12 November 2008

Digital Object Identifier (DOI) 10.1002/ijc.24185

Article Text

Pancreatic cancer is a rare, but rapidly fatal disease. It is currently the fourth leading cause of cancer death among both men and women in the United States.[1] Cigarette smoking is the best established risk factor, yet only explains about 25% of the cases.[2] Other suggested risk factors for pancreatic cancer include diabetes, obesity, black race, pancreatitis, family history of pancreatic cancer, and possibly, pesticide use.[3]

Several epidemiological studies have reported excess risks of pancreatic cancer in relation to agricultural occupations.[4-6] Exposure to organochlorines, including DDT, DDD and ethylan have been associated with excess risks of pancreatic cancer in 2 case-control studies,[7][8] and significantly higher serum concentrations of organochlorine compounds were found among pancreatic cancer cases when compared with controls.[9][10] To further explore specific pesticide use and pancreatic cancer risk, we conducted a case-control analysis in the Agricultural Health Study (AHS) cohort, one of the largest prospective cohort studies of pesticide applicators and their spouses.

[EcoDebate, 11/06/2009]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: