Nos EUA a qualidade da água melhora após proibição da utilização de fertilizantes

Huron River
Huron River

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Em um esforço para recuperar a ‘qualidade’ de mananciais, diversos municípios dos EUA estão proibindo ou restringindo o uso de fósforo, componente de fertilizantes, reconhecidamente capaz de matar peixes e causar a proliferação de algas e de outros problemas.

Muitos produtores rurais questionaram a validade e a importância da decisão de proibir a utilização dos fertilizantes, bem como da criação de ‘zonas de amortecimento’ ao longo dos rios e lagos. No entanto, uma nova pesquisa [Reduced river phosphorus following implementation of a lawn fertilizer ordinance], publicada na Lake and Reservoir Management, Volume 25 Issue 3 2009, demonstra que, de fato, a proibição resultou em melhorias na qualidade da água.

A pesquisa documenta que os níveis de fósforo, no Huron River, caira, uma média de 28% depois que a cidade de Ann Arbor aprovou um decreto, em 2006, determinando a redução do uso do fósforo para adubação de gramados. O fósforo é naturalmente abundante no solo do sudeste do Michigan, tornando desnecessária e até excessiva a adubação com este nutriente.

Ao longo dos últimos 5 anos diversas pesquisas demonstram os severos impactos dos agroquímicos nos mananciais e na formação das zonas mortas oceânicas, o que, crescentemente, demonstram a urgência no desenvolvimento de controle e gerenciamento da utilização racional e segura dos fertilizantes químicos.

A segurança e a qualidade da água é um tema de extrema importância para qualquer comunidade e, diante dos riscos de escassez de água ao longo do século 21, não se pode permitir que a aplicação descontrolada de agroquímicos ao longo das áreas de influência dos mananciais.

O artigo “Reduced river phosphorus following implementation of a lawn fertilizer ordinance”, de John T. Lehman; Douglas W. Bell; Kahli E. McDonald, Lake and Reservoir Management, 1040-2381, Volume 25, Issue 3, 2009, Pages 307 – 312, apenas está disponível para assinantes.

Outra versão em PDF do citado artigo, editada pelo governo dos EUA, pode ser acessada clicando aqui.

Para maiores informações sobre os impactos do excesso de nutrientes sugerimos que leiam, também, as matérias:

Excesso de nutrientes ameaça os manguezais

Mudanças climáticas podem aumentar a poluição por nitrogênio

Zonas-mortas oceânicas se espalham pelo planeta

Nova pesquisa reafirma a necessidade de reduzir a contaminação dos oceanos por nitrogênio e fósforo

Pesquisa indica que os altos níveis de deposição de nitrogênio podem acidificar os solos

Nitrogênio ameaça equilíbrio de ecossistemas

EcoDebate, 21/08/2009, com informações de Nancy Ross-Flanigan, University of Michigan.

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta que envie um e-mail para newsletter_ecodebate-subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

One Response to Nos EUA a qualidade da água melhora após proibição da utilização de fertilizantes

  1. Pingback: Nos EUA a qualidade da água melhora após proibição da utilização de fertilizantes | Portal EcoDebate

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: