As mudanças climáticas poderão aumentar a pobreza nos países em desenvolvimento, por Henrique Cortez

Populações expostas à pobreza nos países em desenvolvimento
Populações expostas à pobreza nos países em desenvolvimento. Para acessar a imagem no seu tamanho original clique aqui.

Pesquisas recentes demonstram que o aquecimento global e as mudanças climáticas terão severos impactos na agricultura e na disponibilidade hídrica, o que, por sua vez, afetarão a segurança alimentar em escala global.

Nesta hipótese, os trabalhadores urbanos dos países em desenvolvimento seriam os mais afetados com a elevação dos custos dos alimentos, como ficou demonstrado na crise alimentar de 2008.

Agora, um novo estudo [Climate Volatility Deepens Poverty Vulnerability in Developing Countries] de pesquisadores da Purdue University, quantifica os efeitos do clima sobre as populações pobres do mundo.

Leia mais deste post

China poderia atender as necessidades futuras de energia apenas com energia eólica

Potential for Wind-Generated Electricity in China

O estudo sugere que o vento é ecologica e economicamente viável e poderia reduzir as emissões de CO2

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Uma equipe de cientistas da Universidade de Harvard e da Universidade de Tsinghua, demonstrou o enorme potencial para a energia eólica na China. Usando extensos dados metrológicos e incorporando informações das políticas do governo chinês para energia e as restrições financeiras na implantação da energia eólica, os pesquisadores estimam que o vento sozinho tem o potencial para atender a demanda de eletricidade do país projetada para 2030.

A substituição do carvão e outros combustíveis fósseis para um modelo ‘verde’, baseado na energia eólica, poderia, também, reduzir as emissões de CO2, reduzindo a poluição resultante da queima do carvão. A pesquisa [Potential for Wind-Generated Electricity in China] foi publicada na edição de 11 de setembro da revista Science.

Leia mais deste post