Novos estudos sugerem que projeções climáticas subestimam o impacto do CO2, por Henrique Cortez

Temperaturas médias Plioceno Médio
Temperaturas médias Plioceno Médio

Temperaturas médias atualmente
Temperaturas médias atualmente

[EcoDebate] O clima pode ser de 30 a 50% mais sensível ao dióxido de carbono atmosférico a longo prazo do que o atualmente estimado. É o que sugerem novos estudos [Earth system sensitivity inferred from Pliocene modelling and data, publicado na revista Nature Geoscience e Pliocene three-dimensional global ocean temperature reconstruction, publicado na Climate of the Past].

De acordo com os estudos, as projeções sobre as condições climáticas nos próximos séculos, incluindo as temperaturas globais, precisam ser ajustadas para refletir essa maior sensibilidade.

Leia mais deste post

No limite da intolerância, por Henrique Cortez

[Ecodebate] O noticiário, seguidamente, informa os mais variados atos de intolerância, no Brasil e no mundo, no que parece ser uma perigosa e crescente ‘onda’ de ódio e preconceitos. Uma ‘onda’ assustadora que pode por em risco nosso futuro comum.

Seria de se esperar que, com o advento de um novo século, fosse iniciado um novo período de tolerância e de respeito ao outro, quem quer que seja. No entanto, lamentavelmente, não é isto que se observa. Na prática, está evidente o crescimento de uma onda global de intolerância, de preconceitos e de absoluta rejeição aos que, de algum modo, são diferentes. Esta ‘onda’ de intolerância é crescente na Europa, no Oriente Médio, na Ásia e também Brasil.

A cada dia vemos novos e, cada vez mais, raivosos discursos, textos, artigos, declarações e etc, que são evidentemente racistas, preconceituosos e intolerantes.

Leia mais deste post

COP 15, Copenhague, deve levar em consideração a crise humanitária dos refugiados ambientais, por Henrique Cortez

COP 15, Copenhague, deve levar em consideração a crise humanitária dos refugiados ambientais
Foto de Moises Saman/The New York Times

[Ecodebate] A COP 15, em Copenhague, deve ser monopolizada pelas discussões dos ‘custos’ da redução de carbono e as reais ou fantasiosas metas, mas parece que deixará de lado as políticas de redução de danos em relação aos “refugiados de carbono”.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), presidido pelo antigo primeiro-ministro português António Guterres, estima que, na atualidade, existam 25 milhões de refugiados ambientais e que , mantidas as atuais tendências de emissões, chegaremos a trezentas mil mortes anuais e 250 milhões de refugiados ambientais em 2050.

Uma das alternativas está em criar mecanismos claros de redução de emissões e manutenção dos atuais reservatórios de carbono nas florestas e, para isto, os moradores da floresta devem ser incluídos na concepção do negócio florestal, em Copenhague, a fim de evitar uma crise humanitária.

Esta é a afirmação de um estudo [Carbon trading: don’t victimise the poorest forest dwellers], do Dr. Simon Lewis, cientista da Universidade de Leeds, publicado na revista Nature.

Leia mais deste post

Big Freeze (ou Grande Congelamento) mergulharia a Europa na ‘idade do gelo’ em meses, por Henrique Cortez

Circulação Termohalina
Circulação Termohalina

[Ecodebate] No filme, “The Day After Tomorrow” (O Dia Depois de Amanhã, na versão em português) mostrava , catastroficamente, que o planeta entraria em um novo período glacial no espaço de poucas semanas. Muitos especialistas fizeram um grande esforço em explicar que o colapso da corrente termohalina, levaria décadas, talvez um século.

Agora, às vésperas da COP 15, uma nova pesquisa [Late Glacial and early Holocene atmospheric temperature change in western Ireland: Evidence from limnic Ostracode paleoecology and stable isotope values] mostra que o cenário descrito no filme pode não ser tão longe da verdade. William Patterson, da Universidade de Saskatchewan, no Canadá, e seus colegas mostraram que o colapso na circulação do Atlântico Norte pode levar o hemisfério norte para uma mini-idade ‘gelo’ em questão de meses. Os trabalhos anteriores, indicavam que este processo levaria décadas.

Leia mais deste post

A ganância corporativa e o marketing irresponsável, por Henrique Cortez

A ganância corporativa e o marketing irresponsável
Imagem: Corbis/Charles Waller

[Ecodebate] É impressionante como as montadoras e suas agências de propaganda são incapazes de compreender o que seja marketing responsável.

Em recente campanha em televisão uma montadora, em off, pergunta porque você precisa de um carro com motor 2.0 e 145 cv se vai ficar parado no sinal. Em seguida afirma porque uma hora o sinal abre e continua com imagens do carro em velocidade em uma via inacreditavelmente desimpedida.

Leia mais deste post

Os norte-americanos estão consumindo e desperdiçando mais comida do que há três décadas, por Henrique Cortez

desperdício de comida

[EcoDebate] Esta é a conclusão de um novo estudo [The Progressive Increase of Food Waste in America and Its Environmental Impact], publicado pela PLoS ONE, destacando que os efeitos deste desperdício sobre o meio ambiente são graves. Os americanos estão desperdiçando comida a uma taxa de 1.400 calorias por dia por pessoa, com impactos que tem implicações para a obesidade e as mudanças climáticas.

Leia mais deste post