Em questão os céticos do aquecimento global, por Henrique Cortez

[EcoDebate] Não existe resposta simples para problemas complexos e isto também é verdade em relação ao aquecimento global e as consequentes mudanças climáticas.

A ciência não é e não pode ser baseada em fé ou crenças consolidadas. O conhecimento científico se desenvolve ao longo do tempo, a partir de novas descobertas, melhores metodologias, instrumentos de análise e modelos matemáticos cada vez mais precisos e complexos.

O conhecimento científico relativo ao aquecimento global e as mudanças climáticas vem, ao longo dos últimos 10 anos, tornando-se cada vez mais consistente exatamente em razão deste processo de desenvolvimento do conhecimento.

Existem opiniões céticas em relação ao aquecimento, mas elas são isoladas e com grandes diferenças de conceitos e métodos de pesquisa e documentação científica.

Os estudos do IPCC, com a efetiva participação de mais de 2500 cientistas e mais de 600 instituições (universidades e centros de pesquisa) utilizam modelos matemáticos com quase mil variáveis e fatores de análise.

Além disto, nos últimos 5 anos, foram publicados mais de 500 trabalhos científicos, efetivamente documentados, com resultados, métodos e instrumental revisados por pares.

Os modelos matemáticos estão em permanente evolução, incorporando novos dados e fatores de análise. É uma excelente demonstração do conhecimento em construção.

Assim estamos falando de um enorme e e cientificamente consistente resultado demonstrável e comprovável.

Os céticos do aquecimento possuem pouquíssimos trabalhos publicados e, em geral, sem revisão por pares (peer review, refereeing, em inglês) .

Além do mais, utilizam fatores isolados ou poucas variáveis, o que permite concentrar os resultados em direção ao foco desejado.

Recentes entrevistas publicadas, na Folha de S.Paulo e outros veículos da grande mídia, expressam opiniões contárias ao aquecimento global, mas não apresentam qualquer argumento que possa ser questionado ou discutido a partir de pesquisas ou estudos científicos efetivamente documentados. São opiniões fundamentadas no ‘achômetro’, nada mais que isto.

Sugiro que acessem as tags abaixo citadas, disponíveis no Portal EcoDebate e, com um pouco de pesquisa, poderão ter uma pequena ideia da quantidade de estudos disponíveis e amplamente aceitos em relação ao aquecimento global.

Pesquisa

Aquecimento Global

Mudanças Climáticas

Respeito o direito de opinião e o direito de questionar o aquecimento, mas, na minha opinião, negar a partir de fatores ou eventos isolados e não apresentar estudos e pesquisas com o volume, densidade e abrangência relativamente proporcional ao apresentado pela comunidade científica internacional é uma grosseria e um desrespeito para com a ciência e para com a sociedade.

Negar o aquecimento é fácil, difícil é documentar e comprovar cientificamente as bases da negativa.

Henrique Cortez, ambientalista e coordenador do Portal EcoDebate.

EcoDebate, 12/01/2010

3 Responses to Em questão os céticos do aquecimento global, por Henrique Cortez

  1. Pingback: Em questão os céticos do aquecimento global, por Henrique Cortez | Portal EcoDebate

  2. Horacio disse:

    Ia escrever um longo texto sobre seu artigo explicando o conceito físico de temperatura, sobre os problemas evidentes com modelos com milhares de parãmetros, seus dados errados sobre os cientistas “hereges”, mas acho que não ia adiantar. Você já acha.

  3. Acabamos de lançar o livro: Aquecimento Global – Falso Alarme do cientista americano Ralph Alexander. Gostaríamos de lhe oferecer um exemplar?

    abraços

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: